Como montar uma gráfica rápida?

Como montar uma gráfica rápida?

Montar uma gráfica rápida pode parecer uma ótima oportunidade de negócio para você e, na verdade, realmente é! Desde que, obviamente, sejam seguidas algumas considerações importantes antes de “abrir as portas” para os clientes.

Afinal, é preciso pensar em todas as questões legais; a lista de equipamentos; a equipe necessária e formas de otimizar e acelerar as suas vendas, sem ter que investir muito para isso.

Levando em conta todos esses fatores, fizemos este guia prático para você começar a sua gráfica rápida com o pé direito. Acompanhe para saber tudo sobre o tema.

Passo a passo para montar uma gráfica rápida

O passo a passo para montar uma gráfica rápida consiste em:

  • Analisar o mercado, os concorrentes e fazer o seu plano de negócios;
  • Encontrar a localização mais adequada e alinhar seu público-alvo;
  • Estudar a viabilidade dos serviços que você quer oferecer;
  • Investir em equipamentos e tecnologias efetivas para o seu negócio;
  • Investir em marketing digital e divulgação.

Listando assim, parece superficial, não é mesmo? Mas, calma! Vamos desmembrar cada uma dessas etapas para lhe ajudar. Continue lendo e entenda.

1- Analisar o mercado, os concorrentes e desenvolver seu plano

O primeiro passo é analisar o mercado em sua região. Descubra se há demanda, procura e necessidade de abrir uma gráfica rápida na sua cidade. Além disso, analise os seus concorrentes, saiba mais sobre os preços e tente estudar os locais nos quais eles se destacam.

A partir dos dados encontrados no mercado, você poderá iniciar o seu plano de negócio. Nesse plano você avalia quanto vai investir; quanto terá de capital de giro; qual é a sua projeção de ganhos e lucros; e assim por diante.

2- Encontre uma boa localização e alinhe o seu público-alvo

Em seguida, você precisará ter o seu público-alvo bem alinhado para saber quais serviços serão oferecidos, em qual faixa de preço e para quais finalidades. Por exemplo, o seu foco será mais decorativo? Empresarial? Estudantil? Pense sobre isso.

Ao alinhar o seu público, você já poderá pesquisar pela melhor localização na sua cidade, estabelecendo critérios como:

  • Maior fluxo de pessoas que se alinham ao seu público-alvo;
  • Próximo de universidade ou clube de eventos (no caso de gráfica rápida focada em decoração);
  • Aluguel acessível e dentro do seu plano de negócio;
  • Entre outros pontos.

3- Estude os serviços e os investimentos em equipamento e tecnologias

Quais serão os seus serviços? Que tipo de equipamento é necessário para oferecer qualidade aos seus clientes? Quais tecnologias podem lhe ajudar a otimizar os resultados? Pense sobre isso, considerando sempre que:

  • Há uma infinidade de impressoras para a sua gráfica rápida;
  • Existem softwares de gestão e otimização disponíveis para melhorar o fluxo financeiro da sua empresa;
  • Existem técnicas que podem otimizar os resultados, sem gastar mais por isso.

4- Cuide da parte legal e divulgue a sua empresa com o auxílio do marketing

Depois que você já conseguiu fazer o seu plano, já mensurou os gastos com equipamentos e já tem um público traçado, é hora de cuidar de todos os trâmites legais. Vá até a prefeitura da sua cidade para abrir uma gráfica rápida e regularize o seu negócio.

Em seguida, é só iniciar a sua divulgação através de portais na internet, sites, blogs e redes sociais. Assim você começa a ser visto e já pode começar a captar os seus primeiros clientes.

Bons negócios!

Deixe um comentário