Como funciona a impressão digital?

Entender como funciona a impressão digital não é difícil, já que o processo ocorre de maneira praticamente automática.

Afinal, as impressoras conectadas nos computadores só recebem a posição da “chapa virtual”, e ela começa a projetar essa chapa no papel. A tinta pode ser líquida ou por granulado, dependendo do tipo de impressora escolhida.

Neste artigo, a Calcme – sistema para gráficas – te ajuda a entender mais sobre como funciona a impressão digital.

Continue lendo.

acesse o software para gráfica onde estiver

O que é impressão digital?

Antes de entender como funciona a impressão digital, é importante compreendermos o que ela é, de fato, não é mesmo? 

Basicamente, podemos dizer que a impressão digital é baseada em uma tecnologia na qual a imagem que você vê no seu dispositivo eletrônico, como computador, é transferida para o papel sem que haja a necessidade de usar algum tipo de chapa ou molde.

É como se a impressora “conversasse” com o computador e entendesse o que precisa imprimir. 

Essa forma de impressão é diferente da offset, pois processa o conteúdo diretamente de um arquivo digital, o que é ótimo para quem precisa de várias cópias totalmente personalizadas. Em contrapartida, no caso da offset temos a impressão para tiragens maiores, por isso, uma gráfica digital costuma atender de forma mais personalizada, sem produções em larga escala.

Nesse tipo de impressão, podemos dizer que o único tipo de preparo é a construção da arte ou do material que será impresso. Ou seja, não há o trabalho de montar uma chapa e preparar toda uma máquina para imprimir algo em larga escala.

Entenda como funciona a impressão digital em 3 passos

Entender como funciona a impressão digital é muito importante para quem está querendo entender mais sobre a parte técnica do processo.

Não é difícil entender, mas é preciso considerar que cada impressora tem o seu próprio processo e tipo de saída de tinta para o papel; e o processo em si pode variar.

Em 3 passos, veja como funciona a impressão digital passo a passo:

#1: A imagem é gerada e enviada para impressão

Antes de mais nada, no primeiríssimo passo, está a necessidade de gerar a imagem e enviar ela para a impressão. E nesse caso, tudo acontece de maneira eletrônica, por meio de bits eletrônicos.

Basicamente, a imagem que está na tela do computador é enviada para o sistema de impressão que está conectado na impressora. 

É por isso que, sempre que você vai usar uma impressora em casa, é preciso conectá-la por meio de fios e instalação de drivers corretos. 

Se não, ela não vai funcionar corretamente, já que ela não está recebendo os arquivos para gravação das “chapas virtuais”.

#2: O arquivo de impressão é montado virtualmente

Depois que o arquivo é recebido pelo sistema da impressora, o próprio sistema fará a montagem do arquivo para impressão. 

Ou seja, o arquivo é preparado de maneira adequada para aquele tipo de impressão, considerando o seu próprio formato de entrada e o formato que você selecionou para impressão.

É possível, por exemplo, imprimir um arquivo A3 em uma folha A4. Por mais que seja um formato diferente, o sistema de impressão pode fazer essa conversão automaticamente. Não vai ser da melhor qualidade, mas é possível.

#3: A imagem é transferida para o papel por meio de tinta

E o terceiro e último passo no processo de impressão digital, é a transferência do arquivo de imagem para o papel. 

Essa transferência é feita pela famosa “tinta”, que você certamente já teve que trocar algumas vezes do seu equipamento de impressão.

A tinta pode ser líquida ou granulada, dependendo do tipo de impressora (jato de tinta ou a laser, respectivamente).

Veja também: O que é uma gráfica digital?

O processo de impressão digital é o melhor?

Uma dúvida muito comum com relação à impressão digital é se ela pode ser considerada um processo de impressão mais interessante. Porém, é importante pensarmos sob algumas perspectivas antes de tirarmos conclusões sobre o assunto.

Primeiro, podemos listar alguns aspectos positivos desse tipo de impressão, como:

  • Flexibilidade: Se você precisa imprimir algo rapidamente, ou que precisa de uma pequena alteração entre uma cópia ou outra, a impressão digital pode te atender bem, desde que, claro, a tiragem não seja muito grande;
  • Custos iniciais mais baixos: Especialmente se você estiver começando a sua gráfica, pode ser que se sinta mais confortável em investir em uma impressora digital, tendo em vista que o valor de investimento inicial costuma ser mais baixo nesses casos;
  • Provas e ajustes fáceis: Com uma impressora digital, você consegue fazer mais provas e ajustes com mais facilidade, o que é um bom caminho para encontrar o melhor acabamento que você precisa para a sua arte.

Porém, como nem tudo são flores, não podemos ignorar que por trás do processo de impressão digital há alguns pontos que, dependendo do caso, podem tornar esse tipo de impressão um pouco ruim. Veja só:

  • Custo por unidade: Se por acaso você precisar fazer uma tiragem um pouquinho maior, poderá se surpreender com um custo muito elevado. Afinal, cada impressão feita é mais demorada e um pouco mais cara do que as máquinas offset poderiam proporcionar, por exemplo;
  • Limitação de materiais: Dependendo do que você precisa fazer, pode acabar tendo que lidar com uma limitação maior de materiais que podem ser usados na impressão;
  • Qualidade: Apesar de haver qualidade nas impressões, há quem diga que a impressão offset ainda é dona da “maior qualidade” nesse sentido. Por isso, é tudo uma questão de colocar os prós e contras na balança e escolher a melhor impressora para você usar na sua gráfica.

Impressão digital vs offset: qual é a melhor?

A principal diferença entre a impressão digital e a offset é que, na offset, é possível fazer muitas tiragens em pouquíssimo tempo. O tempo de impressão é drasticamente reduzido e, por isso, esse é o principal método utilizado em grandes gráficas.

Já a impressão digital pode ser usada muito mais para impressos pequenos e em pequenas tiragens, como impressões caseiras ou até em gráficas rápidas.

Veja tudo sobre a diferença entre impressão digital e offset.