Como distribuir as atividades para cada funcionário na sua marcenaria

Aprender a distribuir atividades na marcenaria é fundamental para que o negócio como um todo ande pra frente. Afinal, você sabe: concentrar atividades não é saudável e gera gargalos.

Especialmente se você está em fase de expansão e novos negócios, vale a pena considerar a construção de um organograma e entender quais posições você precisa preencher dentro da corporação.

Neste artigo, a Calcme – sistema para marcenarias – te ajuda com isso. Continue lendo e saiba mais.

Passo a passo para distribuir as atividades da marcenaria

Para distribuir atividades na marcenaria, você precisa considerar aspectos como esses aqui:

  • Tenha um organograma detalhado
  • Crie processos claros (e não desista deles)
  • Não sobrecarregue os funcionários
  • Estimule a cultura da comunicação
  • Pense na otimização para que todos tenham atividades rotineiras
  • Utilize um software para acompanhar os processos

A seguir, entenda mais sobre cada um desses tópicos.

Tenha um organograma detalhado

Um bom organograma é fundamental e é o primeiro passo para organizar as atividades da sua marcenaria. Com ele, você poderá entender quem vai fazer o que.

Veja um exemplo simples de um organograma para marcenarias:

  1. Proprietário/sócios
  2. Administrativo/financeiro/vendas
  3. Produção
  4. CNC/acabamento/montagem

É claro que esse é apenas um exemplo e você deverá detalhar e conduzir o organograma de maneira detalhada conforme o seu próprio negócio.

Mas não deixe de fazer, pois é isso que vai garantir o entendimento das atividades rotineiras.

Crie processos claros (e não desista deles)

É fundamental criar processos claros de maneira que eles sejam implementados na rotina.

Os processos geram resultados e precisam ser colocados em prática todos os dias, mesmo que muitas vezes eles possam parecer chatos.

Lembre-se que o processo foi criado por um motivo muito maior do que a simples necessidade cumpri-lo.

Não sobrecarregue os funcionários

Sobrecarga gera estresse, desmotivação e falta de atenção. No fim do dia, o excesso de trabalho não vai gerar mais produtividade. Mas sim, falhas, baixa qualidade e até potenciais acidentes dentro da marcenaria.

Por isso, crie um organograma e um processo de produção que seja viável e de maneira que ninguém fique sobrecarregado.

Estimule a cultura da comunicação

Ao distribuir as atividades de maneira organizada, é preciso criar a cultura da comunicação entre os funcionários.

Afinal, a comunicação vai ajudar em muitos aspectos relacionados a produtividade.

Falar o que está acontecendo, como está acontecendo, onde está acontecendo ou o que aconteceu, gera um ambiente muito mais saudável para todo o trabalho e o cumprimento dos processos.

Pense na otimização para que todos tenham atividades rotineiras

Pensar na melhor qualidade de trabalho para os funcionários é fundamental para que tudo o que mencionamos até aqui possa ser colocado em prática.

Por isso, invista em:

  • Maquinários que otimizem processos.
  • Ferramentas que trazem mais segurança.
  • Separação de espaços para cada área de trabalho.
  • Entre outras coisas.

Veja mais:

Utilize um software para acompanhar os processos

A melhor maneira de acompanhar todos os processos e tudo o que mencionamos até aqui, é por meio de um sistema para marcenarias.

Afinal, com ele, você pode controlar tudo de maneira visual e entender o que está acontecendo no seu negócio em tempo real.

  • Tenha controle financeiro.
  • Nota fiscal e cobranças.
  • Orçamentos e pedidos.
  • Produção e PCP.
  • Carteira de comissões.
  • Compras e estoque.
  • Deshboard e relatórios.
  • E muito mais.

Faça um teste grátis no Calcme ainda hoje e veja como tudo isso pode ser colocado em prática.