Quais são as atividades de um marceneiro?

As atividades de um marceneiro podem ser muitas. Afinal, tudo vai depender, especialmente, do plano de negócios da marcenaria e de que tipos de produtos são feitos por lá. Além da própria estrutura de automatização, que pode ajudar o profissional de muitas formas diferentes.

Neste artigo, a Calcme – sistema para marcenarias te ajuda a entender mais sobre as atividades de um marceneiro.

Continue lendo e saiba mais!

Veja também: quanto ganha um bom marceneiro?

Você sabe quais são as atividades de um marceneiro?

Não é só cortar madeira e colar MDF. Na verdade, esse tipo de atividade passou a ser feita muito mais pelas máquinas, do que necessariamente pelo marceneiro. 

Ele apenas opera e faz com que tudo aconteça de forma organizada e otimizada para as outras etapas de produção.

Por isso, separamos algumas atividades de um marceneiro organizadas por dois setores: o técnico e o estratégico.

Continue lendo.

Atividades técnicas

Essas atividades estão ligadas ao processo produtivo, de maneira que o marceneiro, de fato, coloque a marcenaria para produzir de maneira otimizada e com foco nas estratégias do negócio.

Nas atividades técnicas, o marceneiro pode fazer:

  • Corte
  • Colagem de fita de borda
  • Lixamento
  • Acabamento
  • Pré-montagem
  • Instalação

Como você pode ver, são atividades que estão conectadas ao processo produtivo. Desde a separação da madeira, até a instalação final na casa do cliente. 

Tudo isso pode ser feito pelo marceneiro, embora não seja o ideal que ele centralize tantas atividades. Mas além disso, há também as atividades estratégicas. Continue lendo e saiba mais.

Atividades estratégicas: prioridades e organização da marcenaria

Essas atividades estão ligadas a um processo de organização e performance. E o marceneiro pode atuar ativamente nelas.

  1. Leitura de projetos e desenhos.
  2. Corte de materiais.
  3. Pré-montagem de móveis.
  4. Acabamento de superfícies.
  5. Uso de ferramentas manuais para atividades pontuais.
  6. Fabricação de peças sob medida.
  7. Reparos e restaurações em móveis.
  8. Preparação e aplicação de acabamentos.
  9. Seleção de materiais adequados.
  10. Trabalho em equipe com designers e clientes.
  11. Manutenção de equipamentos.
  12. Seguir normas de segurança.
  13. Análise e resolução de problemas.

Veja também quais são as habilidades de um marceneiro.

Ao ter uma grande noção estratégica e de organização, o marceneiro pode atuar de forma muito mais pensativa e reflexiva. O que, na prática, vai garantir processos mais limpos e com um passo a passo muito bem detalhado na cabeça dos operadores.

O ajudante de marceneiro, por exemplo, pode ser absolutamente beneficiado com uma organização estratégica eficiente do marceneiro. Afinal, quando tudo está organizado, o trabalho fica mais fácil.

O marceneiro também pode pensar os processos do começo ao fim, de maneira a criar um fluxo de trabalho planejado e viável para marcenarias de grande fluxo e linhas de produção.  Com sua experiência, é possível criar fluxos que prevejam situações e evitam problemas.

Com o sistema Calcme para marcenarias, por exemplo, o marceneiro poderá atuar de forma muito eficiente, focando nas atividades do dia e controlando todas as frentes.

Faça um teste grátis agora mesmo para conhecer tudo por dentro e veja como o Calcme pode ajudar muito nas atividades de um marceneiro e no dia a dia de uma marcenaria.