Qual o lucro de uma gráfica pequena? Entenda o cálculo!

Entender qual o lucro de uma gráfica pequena pode ser um desafio para alguns empreendedores. Especialmente aqueles que não têm as contas em dia ou não conhecem muito bem os seus números.

Neste artigo, a Calcme vai te ajudar a entender mais sobre qual o lucro de uma gráfica pequena considerando alguns produtos com faturamento aproximado.

Continue lendo para saber mais.

Veja também quanto uma gráfica fatura por mês.

Entenda qual o lucro de uma gráfica pequena com base em um faturamento

As gráficas pequenas podem ter um lucro grande ou pequeno: o que vai determinar isso é (1) o faturamento e (2) a margem que esse faturamento deixa para o negócio. Aumentar margem ou melhorar o lucro é uma questão de estratégia de mercado.

Antes de mais nada: diferença de lucro e faturamento

Antes de entender qual o lucro de uma gráfica pequena com base em um faturamento, é crucial entender também onde o faturamento entra nessa história e a sua diferença para o lucro.

Basicamente, é assim:

  • Faturamento: tudo o que a sua gráfica ganhou de dinheiro, independente das saídas.
  • Lucro: é todo o dinheiro que sobrou no caixa da empresa depois que todas as contas do mês foram pagas.

Por isso, o lucro pode ser variado de gráfica para gráfica e não há como dizer que uma gráfica fatura X ou Y.

Saiba mais sobre impressoras para gráficas rápidas.

Simulação de faturamento

Para que possamos fazer contas, veja uma simulação de faturamento:

  • Cartão de visitas: R$100/milheiro.
  • Adesivo simples: R$200/milheiro (Veja também como calcular a área do adesivo para orçamento).
  • Banner tradicional 50x90cm: R$150/unidade.
  • Flyer frente verso: R$350/milheiro.

Supondo que a sua gráfica venda R$300 por dia com base nestes produtos, em 23 dias úteis, ela terá faturado R$9.200 no mês.

Agora, vamos entender as contas a pagar:

  • 1 funcionário: R$2.000;
  • Contas de água, luz, internet e outras: R$600;
  • Despesas extras e variáveis: R$500;
  • Despesas com fornecedores: R$4.600 (supondo que a sua margem aplicada aos produtos seja de 100% com base no faturamento/mês).

Com esses dados, o lucro da gráfica pequena seria de R$1.500.

Como aumentar o lucro da sua gráfica pequena em 3 passos

#1: Tenha um sistema de gestão

A Calcme te ajuda nisso: com o nosso sistema para gráficas, você pode controlar todos os processos:

  • Orçamentos;
  • Compras;
  • Margens;
  • Despesas;
  • Entre outros.

Assim, tudo ficará organizado em um único lugar para você ter controle absoluto e agir com mais assertividade nas decisões.

#2: CMV

O CMV é usado em todos os tipos de empresas, mas é particularmente relevante para empresas de varejo, manufatura e serviços que têm um custo direto significativo associado à prestação de serviços ou à produção de bens – como uma gráfica!

Ele é o Custo das Mercadorias Vendidas (CMV). Ou seja, é o custo direto atribuído à produção dos bens ou serviços que a sua gráfica vende. 

Isso inclui matéria-prima, mão de obra direta e despesas diretas de fabricação.

O segredo para entender o lucro está no CMV: calcule-o corretamente para saber quanto a sua gráfica lucra!

#3: Agregue valor

Agregar valor é fundamental para aumentar a sua margem e, consequentemente, o seu lucro.

Afinal, isso vai criar o fator “diferencial” que poderá justificar o seu preço maior.

Boas vendas!

acesse o software para gráfica onde estiver