Digital x Offset – Quais as principais diferenças?

Com os avanços tecnológicos ocorrendo de maneira recorrente, nos deparamos com diversos tipos de impressão, como Digital x Offset, frequentemente. 

Em contrapartida, saber escolher a melhor opção para um projeto requer uma análise aprofundada. Para isso, mantenha-se a par das diferenças entre estes dois tipos de impressões. Veja a seguir.

Principais diferenças entre Digital x Offset

Há quem garanta que toda impressão é igual, ou com pouquíssimas diferenças. Porém, não é bem assim que funciona. Afinal, se fosse, porque teríamos tantas tecnologias diversas à nossa disposição?

Por isso é preciso conhecer os dois métodos de impressão, digital x offset, e assim decidir qual a escolha para o seu negócio.

É preciso compreender que o sistema de impressão offset pode ser entendido como um processo “indireto”. Isto é, utiliza matrizes através de chapas de alumínio, que têm por objetivo gravar e transferir a imagem para o substrato. Assim, as cores são impressas uma a uma, formando as imagens a partir da adição da pigmentação das cores.

Trata-se do método mais utilizado nas impressões do dia a dia, apresentando altíssima qualidade e desempenho. Além disso, permite ainda que a impressão seja feita em diferentes gramaturas e materiais, desde o papel até o plástico.

Costumeiramente é utilizada em grandes tiragens – centenas ou até milhares, por exemplo. Vale lembrarmos ainda que a impressão offset apresenta um custo fixo, independente da tiragem escolhida.

Suporta grandes formatos de impressão, além de ter uma alta velocidade de execução.

O sistema de impressão digital, por sua vez, apresenta menos “passos” do que quando comparamos com o sistema offset. Aqui, as cores podem ser impressas de uma só vez e de uma forma direta. Isso acontece porque esse método não apresenta intermediários entre a tinta e o substrato.

Como efeito, o custo de acerto deste tipo de máquina pode ser reduzido, além de haver a possibilidade de impressão de apenas uma unidade.

O tempo de execução é relativamente menor, além de não haver necessidade de reparação de cores, uma vez que todas as suas impressões são idênticas. 

Qual a melhor opção para o meu projeto?

Entendida as diferenças, você deve estar pensando: mas qual a melhor opção entre digital x offset? 

Para isso, é preciso pôr na ponta do lápis quais são as suas necessidades e os seus objetivos de fato. Se você tem uma necessidade de grandes tiragens, a impressora offset pode ser a mais adequada.

Agora se o prazo for menor, e você precisar de impressões com variáveis (como impressão de endereços diferentes), o sistema digital pode ser uma solução mais adequada.

Quanto à estética, os resultados podem ser percebidos se você tiver atenção redobrada. No caso da impressão digital, a tinta fica “sobre” o material, enquanto no sistema offset há a penetração do pigmento. Por conta disso, as impressões digitais aparentam ser mais saturadas.

De todo modo, é preciso avaliar as diferenças não só no resultado, como também no custo benefício, na hora de escolher a melhor impressão para o seu projeto. Para tanto, avalie com atenção e lembre-se que o auxílio de um profissional pode ser interessante.

Nosso sistema da Calcme conta com uma ferramenta de orçamentos que usa algoritmos inteligentes, capaz de produzir um orçamento em questão de segundos! Com isso, você poupa tempo e otimiza os processos da sua gráfica. Para ficar ainda melhor, você testar o sistema grátis por 7 dias!

Clique aqui e experimente grátis o software que vai fazer a sua gráfica crescer! Ou se preferir fale com um especialista agora.

4 dicas para aumentar a produção na sua gráfica

Manter-se competitivo no mercado gráfico traz cada vez mais desafios e, com certeza, ser sempre mais produtivo é um deles. Abaixo, você confere algumas dicas para aumentar a produção em sua gráfica!

1- Controle de produção aprofundado

É de extrema importância que a sua gráfica conte com um controle de produção aprofundado para, dessa maneira, conseguir mensurar ganhos, perdas e até mesmo desperdícios.

Quando a produção é acompanhada de perto, com tudo posto na ponta do lápis, é possível encontrar “buracos” no processo como, por exemplo, desperdício de materiais que poderia ser evitado.

Além disso, é possível criar caminhos de produção e controle de qualidade que inibem excesso de matéria prima e até mesmo excesso de mão de obra. É preciso sempre alinhar a linha de produção com um resultado que se almeja alcançar.

Por exemplo: Se você quer reduzir uma pequena porcentagem do consumo de papel, é preciso analisar em qual tipo de produção o desperdício está aparecendo. Assim, será possível traçar e alinhar estratégias inteligentes para diminuir este impacto.

2- Buscar resultados por setor

Outra maneira de tornar o dia a dia muito mais rentável é justamente traçar metas e objetivos para cada um dos setores da sua produção gráfica. Assim, toda a equipe poderá ser direcionada a um caminho que traga melhores frutos para todo o desempenho da gráfica. 

Para isso, você gestor precisa elaborar planos e estratégias para buscar resultados, olhando em todas as áreas da sua gráfica: diminuição de custos; otimização de tarefas; produtividade diária, semanal e mensal. É importante que haja uma análise recorrente dos indicadores de gestão, assim você poderá adaptar sua estratégia conforme avança!

É nesta etapa também que você poderá trabalhar com sua equipe de vendas e atendimento para promover metas e objetivos semanais e mensais, a fim de atingir cada vez mais resultados.

3- Utilizar chatbot

Sem dúvidas esta é uma das melhores dicas para aumentar a produção da sua gráfica, pois você poupará tempo, dinheiro e recursos. Ao invés de aguardar atendimento, quando um cliente chegar até você ele poderá ser atendido diretamente pelo chatbot. Ao programar o chatbot, você pode garantir que as principais dúvidas do seu cliente serão respondidas de forma rápida, sem que ele perca o interesse na compra.

Com isso, além de diminuir o trabalho com o atendimento, você ainda aumentará a conversão do seu negócio, afinal, quem tem que esperar por uma resposta, muitas vezes desiste de uma compra. 

E, de quebra, você economiza com profissionais no atendimento, já que este mesmo profissional poderá focar no atendimento presencial, diminuindo qualquer taxa de espera dos seus clientes. 

4- Automação de processos

Por fim, e talvez mais importante, a automação de processos poderá impactar diretamente na produção da sua gráfica. Pare e pense: Quanto tempo você ou a sua equipe levam para solucionar cálculos de um grande orçamento? Quantos clientes aguardam, todos os dias, um retorno rápido e, muitas vezes, desistem de fechar com você?

Para isso, temos uma boa notícia: Atualmente a tecnologia tem se tornado a maior aliada em todos os negócios do mundo, e com o universo das gráficas não seria diferente. Sendo assim, apostar em mecanismos que calculam e fazem orçamentos de maneira inteligente e automática pode ser uma ótima saída.

Assim você evita os gargalos no seu negócio e delega essa função para um software que trabalhará para você. Como consequência, sua equipe profissional terá ainda mais tempo para se dedicar a outros afazeres mais importantes.

Nosso sistema da Calcme conta com uma ferramenta de orçamentos que usa algoritmos inteligentes, capaz de produzir um orçamento em questão de segundos! Clique aqui e experimente grátis o software que vai fazer a sua gráfica crescer! Ou se preferir fale com um especialista agora.

Veja mais post da Calcme Sistemas e conheça o software para gráficas que é parceiro da sua empresa!

acesse o software para gráfica onde estiver

Impressoras digitais na minha gráfica offset?

Será que vale a pena ter impressoras digitais na minha gráfica? Esta é uma das questões que muitos empreendedores da área gráfica se fazem, uma vez que o mercado muda constantemente.

Antes de mais nada, é importante entender que quanto mais possibilidades sua gráfica oferecer, maior será o número de clientes. No entanto, nem sempre isto é positivo, pois ter muitos produtos não necessariamente significa lucro.

Ao mesmo tempo, oferecer possibilidades faz com que a “fama” da sua empresa seja positiva, pois as pessoas farão recomendações e indicações. E isto, no médio e longo prazo, é fundamental para o crescimento.

Impressoras digitais – o que são?

Afinal, o que são as impressoras digitais? Bom, elas nada mais são do que equipamentos mais “simples” para realizar pequenos trabalhos na sua gráfica. Desta forma, possibilitando a chance de ter um sistema automatizado para tiragens menores.

Imprimir poucas unidades de forma rápida e pagando pouco, muitas vezes é tudo que o cliente precisa. É claro que a qualidade da impressão offset vai ser melhor em muitos casos. Porém, esta é uma chance de você conseguir implementar algo importante no seu plano de negócios: custo benefício. E vamos explicar o motivo. Veja abaixo.

impressoras digitais em minha gráfica offset

A integração do offset e do digital

Quem trabalha há algum tempo na área gráfica, sabe da importância de integrar sistemas e fazer com que tudo flua de uma forma mais natural. No entanto, nem sempre isto é possível devido a “burocracia” de alguns equipamentos.

Por isso, ter uma alternativa para quem busca um produto feito de forma mais rápida e sem tanta pré-produção pode ser vantajoso para você. Desta forma, você conseguirá trabalhar com ambas tecnologias e oferecer uma gama de produtos ainda mais ampla.

Para um mercado tão saturado e que nem sempre foca em qualidade, talvez esta seja uma ótima oportunidade de você ter uma vantagem competitiva com relação a sua concorrência. Afinal, atender as demandas dos clientes de forma efetiva e otimizada é fundamental.

Você poderá atender mais clientes com melhores preços

Outro ponto que você deve analisar ao planejar a compra de ​impressoras digitais, é a quantidade de clientes atendidos. Quando você oferece a possibilidade de ter um produto mais “simples”, a sua carteira de clientes pode crescer muito. Além de que você poderá praticar preços mais competitivos e, desta forma, vender mais.

Investimentos não são gastos

E por último, é importante você entender que investir não significa gastar. Por isso, comprar equipamentos que possam gerar uma receita no médio e longo prazo é fundamental para a saúde da sua gráfica.

No entanto, é importante que você sempre faça cálculos e busque informações sobre o mercado antes de comprar suas impressoras digitais. Por mais que elas possam abrir possibilidades, se a sua região não tiver demanda para o produto, não fará muito sentido tê-las, do ponto de vista do negócio.

Lembre-se sempre de fazer pesquisas e entender o comportamento do consumidor para que, desta forma, você possa implementar ainda mais a sua gráfica. Boas vendas!

Clique aqui e experimente grátis o software que vai fazer a sua gráfica crescer! Ou se preferir fale com um especialista agora.

Veja mais post da Calcme sistemas e conheça o software para gráficas que é parceiro da sua empresa!

5 Dicas para Administrar sua Gráfica

Saber como administrar sua gráfica de maneira otimizada é extremamente importante para garantir que seu negócio decole rumo ao sucesso. Afinal, uma boa gestão é capaz de minimizar custos e aumentar o faturamento.

Mas, como pôr isso em prática? Por onde começar? Se você tem dúvidas sobre como melhorar a administração da sua gráfica, você chegou no lugar certo! Confira aqui 5 dicas de como aumentar o seu desempenho e melhorar toda a sua produção!

Abaixo, nós listamos 5 dicas de como administrar sua gráfica de modo mais efetivo. Lembre-se de adequar cada uma dessas condições ao seu dia a dia. Afinal, cada empresa é única, e pode se comportar de um modo distinto do mercado.

Veja agora as 5 dicas para administrar sua gráfica com sucesso!

1. Esteja sempre atento as tendências do mercado

Este é um dos pontos mais importantes da gestão de uma gráfica. Visto que, a todo momento, a tecnologia se desenvolve e novas maneiras de trabalhar surgem. Seja com impressos ou outro material.

Assim, você precisará se manter antenado em todas as tendências do mercado para estar sempre atualizado e pronto para oferecer novidades aos seus clientes.

2. Ofereça um bom portfólio

A melhor maneira de conquistar seu cliente na primeira impressão é oferecendo para eles uma boa prévia. Você pode fazer isso disponibilizando um bom portfólio.

Lembre-se de incluir todos os tipos de serviços que você oferece, para que o potencial cliente se encante com o que você tem em sua gráfica e saiba que pode procurar você quando demandas surgirem.

3. Trabalhe o marketing da sua empresa

Lembra daquele ditado que diz que quem não é visto não é lembrado? Pois bem! Ele cabe perfeitamente neste momento. Afinal, como novas pessoas poderão encontrar a sua gráfica se você não trabalhar o marketing da mesma?

como administrar sua gráfica de maneira otimizada

Para isso, você deve investir, por exemplo, nas mídias sociais. Divulgações pela cidade também são bem vindas. Considere ainda a ideia de estipular promoções e sorteios de brindes, por exemplo, para chamar a atenção do seu público por diversas vias diferentes.

4. Observe os seus concorrentes

Além de estar sempre atento às tendências do mercado, procure também observar os seus concorrentes. Que tipo de campanhas eles estão aderindo? Qual é o carro chefe de cada um deles? Quais são os pontos fortes e fracos dos mesmos?

Sendo assim, ao observar estes fatores, você já terá informações valiosas para impulsionar a sua maneira de trabalhar e investir na sua empresa.

5. Encontre bons fornecedores

Por fim, procure sempre fechar boas parcerias com fornecedores que realmente agreguem valor ao seu negócio. E quando sugerimos isso, estamos querendo dizer que você deve fugir da ideia de apenas querer “economizar” nas suas produções.

Desse modo, aposte em qualidade e custo benefício. E, para isso, não meça esforços na hora de procurar novos fornecedores! Converse com eles, estipule valores, etc. Fuja de algo no piloto automático e encontre um verdadeiro parceiro para o seu negócio.

Com essas dicas, certamente você já poderá começar a encaminhar o seu negócio a um trajeto mais assertivo e interessante. Aposte nestas possibilidades e, qualquer dúvida, conte com a gente!

Clique aqui e experimente grátis o software que vai fazer a sua gráfica crescer! Ou se preferir fale com um especialista agora.

Veja mais post da Calcme sistemas e conheça o software para gráficas que é parceiro da sua empresa!

Planilha ou ​sistema de orçamento para gráficas?

Existem 2 formas principais de fazer a gestão de orçamentos em sua gráfica. Utilizar uma planilha ou ter um ​sistema de orçamento para gráficas completo operando para te auxiliar nesse ponto. Cada uma das formas traz as suas peculiaridades e neste texto, vamos passar pelos principais pontos de ambas para que você possa tomar a melhor decisão!

Planilha

A planilha, independente da plataforma que você usar, é uma boa aliada para a organização dos mais diversos serviços e necessidades de sua gráfica. Porém, em alguns momentos, podemos encontrar algumas dificuldades. Veja:

1- Preenchimento manual

O preenchimento manual pode ser um tanto quanto ruim para a geração de orçamentos. É claro que se a sua empresa ainda está apenas começando, este fator pode não ser tão determinante. Todavia, se você possui uma grande escala de orçamentos, é provável que o preenchimento manual seja um gargalo que está atrasando seu processo produtivo.

2- Demanda tempo e atenção

Seguindo a ideia acima, podemos dizer que o uso de planilhas requer certa paciência e dedicação maior quando o assunto é tempo. O mesmo vale para a atenção que será posta no momento em que você estruturar um orçamento.

3- Detalhes podem passar despercebidos

É possível que alguns detalhes importantes passem despercebidos neste processo completamente manual. Em um orçamento, qualquer detalhe que esteja errado pode prejudicar o resultado final, então vale ter atenção dobrada, e sempre validar o orçamento mais de uma vez antes de enviar.

4- É uma boa alternativa no começo

Apesar dos pontos que destacamos acima, as planilhas ainda podem ser interessantes no começo do seu empreendimento. Mas, conforme a demanda aumenta, novas necessidades surgirão.

sistema de orçamento para gráficas

Sistema de orçamento para gráficas

Diferente das planilhas, um ​sistema de orçamento para gráficas pode apresentar características mais completas para este objetivo. Veja a seguir:

1- Orçamento minucioso com apresentação completa

Para que o seu cliente compreenda exatamente o que você está oferecendo para ele, um sistema de orçamento apresentará, detalhadamente, tudo que será cobrado durante o processo. Assim, você poderá fazer uma apresentação completa e muito mais profissional.

2- Algoritmos que geram o orçamento automático

Ao invés de investir o seu tempo preenchendo diversas planilhas, que tal apostar em algoritmos inteligentes que geram o seu orçamento de forma automática e em apenas alguns segundos? Muito mais precisão, agilidade e resultado.

3- Orçamento por itens

Você poderá separar o orçamento por itens que você oferece em sua gráfica. Desse modo, mantém uma organização muito mais interessante e bem elaborada.

4- Otimização de tempo e controle de orçamentos

Por fim, a otimização do tempo e o controle de todos os orçamentos, em um só lugar, traz muitos benefícios para o seu negócio. Você estará com tempo disponível para outras atividades igualmente importantes em sua gráfica.

Ficou interessado em saber mais sobre este tipo de sistema?

Clique aqui e experimente grátis o software que vai fazer a sua gráfica crescer! Ou se preferir fale com um especialista agora.

Veja mais post da Calcme sistemas e conheça o sistema para gráficas que é parceiro da sua empresa!